Quanto custa a contratação de um novo funcionário?


abril 13, 2015 · admin

Contratar funcionários sob o regime da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) de fato significa ter que pagar um valor significativamente mais alto do que o salário mensal do colaborador. Segundo a CLT, esse tipo de empregado tem outros direitos além do salário, como férias, 13º salário, pagamento de transporte e alimentação.

Tudo isso faz com o que o gasto mensal que a empresa tem com um funcionário chegue a um valor bem mais alto do que sua remuneração, e você deve ter isso em mente ao elaborar o orçamento quando decidir efetuar a contratação de um novo colaborador.

Neste artigo, vamos esclarecer quais direitos a empresa deve pagar ao funcionário além do salário e mostrar quanto cada nova contratação pode custar ao bolso do empregador. Continue lendo!

FGTS

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é um direito que o trabalhador possui que o protege quando é demitido sem justa causa. Todo mês a empresa deve depositar na Caixa Econômica Federal, em uma conta que é aberta para o funcionário, o valor referente a 8% do salário de cada colaborador.

O valor do FGTS deve ser depositado também quando há pagamento de férias, 13º salário e aviso prévio trabalhado.

INSS

Esse também é um direito do funcionário. Porém, nesse caso, uma parte é paga pela empresa (20% sobre o valor do salário) e a outra é paga pelo funcionário (a alíquota varia de acordo com a faixa salarial).

O pagamento desse benefício dá direito a pensões no caso de afastamento do trabalho, além da aposentadoria ao final de um período determinado.

13º salário

É o pagamento que deve ser feito anualmente, referente a um salário do funcionário. Normalmente são pagos em duas parcelas: uma até o final de novembro e a outra até o dia 20 de dezembro.

Vale lembrar que, caso o trabalhador solicite, o pagamento referente à primeira parcela poderá ser efetuado junto ao pagamento das férias.

Férias remuneradas

A cada ano trabalhado, o funcionário tem direito a 30 dias de descanso, que são pagos pela empresa. No valor que é pago a ele, é preciso incluir 1/3 do salário (referente ao abono constitucional).

Por lei, o colaborador pode optar por tirar apenas 20 dias de descanso e receber o valor referente aos 10 dias restantes.

Vale-transporte

O vale-transporte é um benefício que a empresa paga ao início de cada mês para que o funcionário possa ir e voltar do trabalho. O valor pago deve ser baseado no valor das passagens das conduções que o funcionário utiliza para se deslocar.

Lembrando que o desconto na renda do empregado não pode ser superior a 6% de seu salário, ou seja, caso o valor das passagens seja superior a esse valor, a diferença é paga pela empresa.

Aviso prévio

Caso o empregado seja demitido sem justa causa, a empresa pode solicitar que ele trabalhe os 30 dias seguintes ou optar por pagar o valor do aviso prévio.

Quando o empregador opta por pagar o aviso, o valor é correspondente ao salário do colaborador, férias e 13º proporcionais, além de ter que pagar uma multa referente a 40% sobre o valor do FGTS.

Hora Extra

A extensão da jornada ou o trabalho em dias que não estão previstos em contrato não são obrigação do funcionário. Isso significa que, caso seja necessário trabalhar mais horas no mês do que o que foi acordado, deve-se pagar hora extra.

O valor referente a essas horas não deve ser inferior a 50% a mais do que o valor da hora normal. Ou seja, se o funcionário recebe R$ 10 por hora trabalhada, em caso de hora extra ela passa a valer, no mínimo, R$ 15.

Adicional noturno

Caso a jornada de trabalho do empregado esteja entre as 22h e 5h, ele tem direito ao valor de adicional noturno acrescido em seu salário. O valor a ser acrescentado é de pelo menos 20% do salário normal.

 

Os pagamentos que citamos aqui se referem apenas aos benefícios básicos aos quais o empregado tem direito, mas existem empresas que optam ainda por oferecer vantagens como convênio médico, convênio odontológico, vale-alimentação, vale-cultura e/ou cesta básica.

Normalmente, é descontado um valor mensal do salário do funcionário, mas é importante saber que a maior parte é paga pela empresa como uma estratégia para garantir maior qualidade de vida aos colaboradores e, assim, reter talentos e diminuir o turnover.

Existem formas de enquadramento tributário diferenciados, como o Simples Nacional, que podem trazer redução em parte dos custos acima elencados. Para uma correta avaliação, procure uma contabilidade ou um profissional contábil.

Qual é o valor que os seus funcionários custam para a sua empresa? Você oferece algum benefício além dos que foram citados? Comente e participe da discussão!

Download WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
Download Best WordPress Themes Free Download
free download udemy paid course
download redmi firmware
Download WordPress Themes Free
lynda course free download

Conheça nossos E-books gratuitos